Balliza Tech Stack

A Balliza está, finalmente, disponível ao público em geral. Embora para ser utilizador registado ainda seja necessário convite.

Para marcar este início, achei que seria interessante partilhar aqui os principais componentes utilizados para construir o site.

PHP + Laravel

Linguagem e framework usadas. Já escrevi neste blog acerca da minha mudança do CakePHP para o Laravel. Depois destes meses estou ainda mais satisfeito com a minha decisão. É a framework ideal para desenvolver este projecto.

PostgreSQL

Base de dados. Há muitas boas razões para escolher o PostgreSQL em vez do MySQL, e se calhar já o devia ter feito há mais tempo. Mas a verdade é que estou a usar o PostgreSQL porque inicialmente tinha previsto alojar no site no Heroku, que usa esta base de dados por defeito.

Foundation + Sass

Framework e pre-processador CSS. Na minha opinião a Foundation é a melhor framework CSS, sendo uma escolha fácil em relação ao Twitter Bootstrap.

DigitalOcean

Servidor. Para mim, o problema do AWS é a dificuldade em prever o custo. Foi por isso que preferi um serviço “mais tradicional” com um custo fixo mensal, sem surpresas. A DigitalOcean revelou-se uma excelente escolha. Se quiserem experimentar o serviço cliquem neste link e recebam $10 de saldo (dá para 2 meses do servidor mais pequeno).

Laravel Forge

Gestão do servidor. Uma das ferramentas do “ecossistema Laravel”. Faz a manutenção do servidor a ainda faz o deploy da aplicação automaticamente, sempre que há alterações no repositório. Uma das ferramentas que mais me facilita a vida, altamente recomendada.

Bitbucket

Repositório Git. Pesou o facto de permitir repositórios privados no plano gratuito.

Mandrill

Envio de emails transaccionais.

Google Analytics

Análise do tráfego do site. Apesar de ser necessário lidar com problemas de spam continua a ser uma ferramenta útil.

New Relic

Análise da performance do servidor e do site.

Homestead + Vagrant + VirtualBox

Máquina virtual para desenvolvimento local. Homestead é a Vagrant “box” oficial do Laravel. É a maneira mais fácil de começar a trabalhar com o Laravel. Tem a vantagem de ser um servidor equivalente ao criado pelo Forge.

SourceTree

Cliente Git. Embora esteja à procura de alternativas com melhor performance.

Pivotal Tracker

Gestão de projecto.

Putty  + pgAdmin III + WinSCP

Acesso ao servidor e à base de dados.

 

Zé Cipriano
Web developer independente (PHP, Laravel).

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *