Zé Cipriano usa isto

Para começar pensei em usar o formato da entrevista do excelente The Setup. Aqui vai.

Quem és, e o que fazes?

O meu nome é Zé Cipriano e sou web developer. Neste momento, estou a trabalhar no Simpiens, uma plataforma de cursos online em português, e no Balliza, um site colaborativo de partilha de conhecimento sobre futebol (que ainda não está disponível ao público).

Paralelamente, trabalho também como freelancer, no desenvolvimento de sites web.

Que hardware usas?

Zé Cipriano usa istoA minha máquina de trabalho é um portátil HP (Intel i5, 4GB de RAM) que normalmente ligo a um monitor externo. Tenho um em cada um do sítios em que costumo trabalhar. Um em casa e outro na minha secretária no Link Coworking, no Curia Tecnoparque. Ambos são monitores IPS de 23″ da LG. São modelos semelhantes mas adquiridos em anos diferentes (a única grande diferença acaba por ser o design).

O telemóvel, que entre outras coisas é usado para testes, é um Oppo Find 5.

E que software?

A maior parte do tempo é passado entre o Sublime Text 3, o Google Chrome e as respectivas Developer Tools (com mais umas extensões para ajudar).

Como cliente Git uso o SourceTree. Praticamente todos os projectos estão alojados no Bitbucket. Principalmente devido à sua estrutura de preços que permite uma equipa até 5 membros ter um número ilimitado de repositórios privados, gratuitamente.

Como servidor local, o XAMPP tem sido um fiel amigo mas, ultimamente, tenho começado a usar o Vagrant para gerir máquinas virtuais.

Praticamente toda a gestão de tarefas e projectos, sejam profissionais ou pessoais, é feita no Asana. Sigo alguns dos elementos do GTD (de uma certa forma também é software), nomeadamente a weekly review, para ter um processo mais ou menos coeso e ter alguma confiança que não estou a deixar nada para trás.

Para alguns projectos, em vez do Asana, uso o Pivotal Tracker que, para projectos de desenvolvimento de software, continua a ser a minha ferramenta preferida.

Finalmente, GMail e Google Calendar para – adivinharam – e-mail e calendário e o Evernote, pontualmente, para tirar algumas notas.

Qual seria a tua configuração de sonho?

Algo que coubesse num bolso e me permitisse deixar a mochila em casa. Um computador numa drive USB ou no telemóvel, eventualmente “ajudado” por um servidor cloud. Depois o mesmo equipamento podia ser usado em vários formatos, ligado a um monitor e teclado a um tablet, etc. Penso que o Ubuntu chegou a prometer algo parecido com isto.

Zé Cipriano
<p>Web developer independente (PHP, Laravel).</p>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *